Zimbro

Os principais produtores são Hungria e Itália. O zimbro é um arbusto sempre verde. Tem galhos avermelhados, folhas em forma de agulhas, pequenas flores amarelas que surgem em maio e junho. Os frutos levam três anos para amadurecer e são inicialmente verdes, então azulados e finalmente pretos. Cada fruto maduro contém três sementes. É encontrado na Inglaterra, em vales argilosos, campos com arbustos, florestas, e em áreas quentes e frias da Europa, América do Norte e Ásia. Os frutos do zimbro são aromáticos, picantes e têm leve sabor de pinho. Quando ficam pretos, os frutos são secados, espalhados em uma travessa até enrugarem, então são armazenados em local seco.

Os principais produtores são Hungria e Itália. O zimbro é um arbusto sempre verde. Tem galhos avermelhados, folhas em forma de agulhas, pequenas flores amarelas que surgem em maio e junho. Os frutos levam três anos para amadurecer e são inicialmente verdes, então azulados e finalmente pretos. Cada fruto maduro contém três sementes. É encontrado na Inglaterra, em vales argilosos, campos com arbustos, florestas, e em áreas quentes e frias da Europa, América do Norte e Ásia. Os frutos do zimbro são aromáticos, picantes e têm leve sabor de pinho. Quando ficam pretos, os frutos são secados, espalhados em uma travessa até enrugarem, então são armazenados em local seco.

É uma planta medicinal útil; seus frutos contêm numerosas substâncias benéficas, tais como resinas e ácidos orgânicos, que estimulam o apetite e têm efeito diurético. Os frutos têm uma variedade de usos na culinária. Desde à época bíblica, o zimbro tem sido considerado uma planta mágica, sempre figurando em lendas sobre espíritos maus e histórias sagradas. Seu cheiro aromático tornou-o popular como erva para purificar o ar poluído em salas lotadas ou de doentes. Acreditava-se ser uma proteção contra epidemias. Na Suíça, era queimado com combustível nas salas de aula para fumigá-las, quando ficava frio demais para abrir as janelas.

Os romanos acreditavam que esta árvore os protegia e há incontáveis lendas em que o zimbreiro se apresenta como guardião. A Sagrada Família, para esconder seu bebê, teria se abrigado sob os ramos de um zimbreiro, ao fugir do rei Heródes.

Usos
Frutos do zimbro acrescentam um sabor picante a assados e bife de panela, faisão, aves, molhos para carnes e marinadas e cozidos com caças. Misturam-se bem com outras ervas e aromatizantes e podem ser triturado antes de colocado nos pratos. Com os seus frutos, pode ser feita uma conserva ou geléia para servir com carnes frias. Comercialmente, o óleo de zimbro é usado na destilação de gim e de outras bebidas.

QUANTIDADES SUGERIDAS PARA USO EM VÁRIOS PRATOS
Moído 1/2 colher (café) em 1 1/2 kg de assados.
1/2 colher (café) em 1/2 kg de feijão.
1/2 colher (café) em molhos para carnes.
1/2 colher (café) em 1/2 kg de chucrute.

Tags: